Conto de Natal

Ela não acreditava em nenhum pai
Se não conhecia um pai na terra
Como haveria um pai no céu?

Junto da mãe a criança dormia
Acordava sozinha em seu colchão
Se todos os dias Deus Pai dizia:
“Faça-se a luz”
Era a mãe que bradava:
“Faça-se o pão”

No Natal havia fartura
Talvez fosse só em dezembro
Que Ele ouvisse a sua oração
Papai Noel enviava brinquedos
Roupas, caixas de compras
Toda sorte de doação
Não vinha em um trenó
Mas sim em um velho furgão

Ela não se importava
Há tempos não procurava no céu
Mas aquele Natal foi diferente
Levantou-se à noite em silêncio
Deixou a mãe no quarto ofegante
Abriu a janela e viu uma estrela
Tão próxima, a mais brilhante
Parecia iluminar seu telhado
A brisa que vinha do oriente
Tornou-se um vento perfumado
Então ela ouviu uma melodia
Era um choro que vinha do quarto
Nascera Jesus
De um lindo parto
Um parto sem dor
O seu irmãozinho
O seu salvador!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s